09 January 2006

not for all the smiths in the world

Por muitos Arcade Fire, Pixies, Radiohead e até The Divine Comedy que existam neste mundo, nada nem ninguém desperta em mim uma comoção tão profunda como uma boa composição clássica. Ao ouvir o Lacrimosa do Requiem de Mozart eu sinto que podia morrer ali e nesse momento e morreria feliz.

4 comments:

  1. nesse aspecto sou profundamente romântica, e morro a ouvir liszt...

    ReplyDelete
  2. Eu para mim a melhor canção do mundo é o "Clair de La Lune" do Debussy - mas também podia ser a "Abertura 1812" de Tchaikovsky ou a "Sinfonia do Novo Mundo" de Dvorak. São sentimentos passados a som - não há pop ou rock que o consiga tão competentemente.

    ReplyDelete
  3. "Clair de la Lune" do Debussy põe-me de lágrimas nos olhos. Mas a mim a ópera, enquanto herdeira do espírito trágico grego (Nietzsche dixit), deixa-me de rastos. A começar pelo Nessum Dorma de Pucini até qualquer coisa de Wagner...

    ReplyDelete
  4. Anonymous3:20 PM

    MORRISEY

    ReplyDelete

Leave your comments, ideas, suggestions. And thank you for your visit!

Pin it

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...