09 September 2005

but songs... they are never quite the answer... just a soundtrack to our lives

Disse o Badly Drawn Boy (que quer dizer rapaz mal desenhado e eu não consigo deixar de pensar em rapaz mal afogado... brrr, que mau-gosto).

Tenho uma colecção muito selecta e involuntária de músicas que cada vez que ouço me transportam a outros tempos e a outras pessoas da minha vida. Canções que em dado momento foram ouvidas sem parar "ao expoente da loucura" associadas a um específico sentimento por outra pessoa ou estado de espírito e que depois ali ficaram agarradas a esses momentos ou a essas pessoas.
O que leva uma canção a tornar-se especial a dado momento é completamente imprevisível... Pode ser a letra, um acorde, um título, tê-la ouvido numa ocasião especial ou que se tornou especial por causa da música... qualquer coisa, o que a mim própria me surpreende. Quando recuperadas, soltam esses momentos de felicidade (ou não) com um pouco de pó de melancolia e muito frequentemente fazem-me soltar lágrimas... Não deve haver muita gente que chore a ouvir Pulp, Pixies, Dave Matthews Band e outros que tais...
Se calhar dava um boa actriz dramática... Uma qualidade tenho: é tão fácil fazer-me chorar!

5 comments:

  1. Anonymous5:21 PM

    "sometimes even music cannot substitute for tears"...

    ReplyDelete
  2. eu choro SEMPRE com Dave Mathews Band. *

    ReplyDelete
  3. Fico sem chorar, mas com uma angústia interior que nunca percebi, quando oiço a estimável "Motorcycle Emptiness", dos Manic Street Preachers.

    ReplyDelete
  4. Daniela10:12 PM

    #41, DMB....
    quantas recordações....

    ReplyDelete
  5. nessa fome espiritual que andamos a musica é um optimo suplemento

    ReplyDelete

Leave your comments, ideas, suggestions. And thank you for your visit!

Pin it

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...